lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Assessoria de Comunicação Notícias Hemoce mobiliza população para doação de medula óssea
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Hemoce mobiliza população para doação de medula óssea
Qua, 20 de Dezembro de 2017 15:06

“A sensação de ajudar a salvar a vida de outra pessoa é tão indescritível, que só se compara com a emoção de ser mãe.” A declaração é da técnica de enfermagem Gorete Monteiro, 49, que na última sexta-feira, 15 de dezembro, doou medula óssea na sede do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública do Governo do Ceará. O material coletado será enviado para um paciente em outro país que necessita de um transplante de medula. 

Gorete fez o cadastro de doador de medula óssea há 17 anos, mas só agora ela foi compatível com alguém que apresentou características genéticas semelhantes. “A primeira vez que me ligaram e soube da possibilidade de doar, eu fiquei ansiosa, deu aquele frio na barriga por ser um procedimento que nunca tinha feito, mas em nenhum momento eu pensei em desistir”, declara. 

No Ceará, o Hemoce é responsável pelo cadastro de doador de medula óssea, que pode ser feito em todos os postos de coleta em Fortaleza e no interior do estado. No momento do cadastro, o voluntário preenche uma ficha com informações pessoais e é coletada uma pequena amostra de sangue, cerca de 10 ml. O material coletado e as informações dos voluntários vão para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), um sistema informatizado que faz o cruzamento com os dados dos pacientes. A doação só é realizada quando acontece a compatibilidade entre doador e paciente. 

Mobilização

A Semana Nacional de Mobilização para Doação de Medula Óssea, que iniciou no dia 14 de dezembro, encerra nesta quinta-feira, 21. O objetivo da campanha, que é realizada anualmente, é aumentar o número de doadores cadastrados no Redome. Nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste, o Ceará é o estado com o maior número de pessoas cadastradas, segundo dados do Redome. “Apesar do bom número, as chances de compatibilidade entre um doador e paciente é em torno de um para cada cem mil no Brasil e de um para um milhão para outros países, por isso quanto mais pessoas se cadastrarem, maiores as chances de compatibilidade”, afirma a diretora geral do Hemoce, Luciana Carlos. 

O Hemoce já cadastrou mais de 175 mil pessoas e já fez 41 coletas de medula recebendo voluntários de vários estados para realizar o procedimento. A doação de medula pode ser feita de duas maneiras: por punção direta onde a coleta é realizada com agulha, na região da bacia, um procedimento que leva cerca de 40 minutos, ou por coleta na veia do braço, em um equipamento chamado de máquina de aférese, como foi o caso da doadora Gorete Monteiro. “Ainda existe muito tabu, as pessoas acham que é uma coisa complicada e quando a gente passa, a gente vê que é nada demais. As médicas e enfermeiras me explicaram tudo, me tranquilizaram. O acolhimento da equipe me deixou à vontade e me deu toda a segurança”, afirma. 

De acordo com a coordenadora do núcleo de medula óssea do Hemoce, Francisca Rodrigues, antes do voluntário realizar a doação, é feita uma bateria de exames para verificar as condições de saúde do doador e garantir segurança tanto para quem doa como para o paciente. “Com o resultado dos exames satisfatórios, se a coleta for feita por aférese, o próximo passo é estimular a produção de medula óssea através de uma medicação. As células irão se multiplicar e assim podem ser coletadas. O único efeito colateral do medicamento é que ele pode causar dor no corpo, como uma gripe”, explica. “Agora me sinto no dever de incentivar a doação de medula óssea e espero, que assim como eu, outras pessoas tenham a mesma oportunidade de salvar vidas com um gesto tão generoso. É simples, é seguro e é fundamental para quem está à espera do transplante”, fala a voluntária Gorete Monteiro. 

Como se cadastrar para doação de medula óssea 

Para se cadastrar, o voluntário precisa ter entre 18 e 55 anos de idade, estar saudável, não tenha tido câncer e apresentar um documento de identificação oficial com foto. Para concluir a etapa, o doador preenche uma ficha com dados pessoais e é coletada uma amostra de 5ml de sangue. O voluntário pode realizar o cadastro em todas as unidades de coleta do Hemoce. 

 

Assessoria de Imprensa do Hemoce
Natássya Cybelly
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
3101.2308 


 

Calendário

Janeiro 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3