lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Assessoria de Comunicação Notícias Tratamento preventivo melhora qualidade de vida de hemofílicos
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Tratamento preventivo melhora qualidade de vida de hemofílicos
Sex, 07 de Abril de 2017 18:23


alt

Prevenir é sempre o melhor remédio. A frase clássica funciona muito bem para quem tem hemofilia, uma deficiência genética que impede a coagulação do sangue. O Centro de Hematologia e Hemoterapia - Hemoce, do Governo do Ceará, é a unidade da saúde que trabalha a profilaxia (prevenção) para melhorar a qualidade de vida dos pacientes e evitar complicações.

A pessoa com hemofilia não produz ou tem alteração nos fatores sanguíneos responsáveis pela coagulação. Um simples corte pode se transformar numa hemorragia se o paciente não estiver sob o tratamento preventivo. Em casos graves a deficiência provoca sangramentos espontâneos nas articulações que podem levar a lesões. O Hemoce atende 542 hemofílicos em todo o estado e em parceria com o Ministério da Saúde oferece a medicação, uma infusão do fator de coagulação que a pessoa não produz naturalmente.  

De acordo com a enfermeira chefe do ambulatório de coagulopatias do Hemoce, Stella Maia, os pacientes podem ter uma vida normal. “Hoje nós atendemos pacientes que há dois anos não têm nenhum tipo de sangramento, por exemplo. Isso é possível porque o tratamento preventivo evita que o paciente tenha sangramentos espontâneos se aplicado regularmente o fator”, diz Stella Maia.


Qualidade de vida

A evolução do tratamento trouxe qualidade de vida para quem convive com a deficiência. Adeilson Alves, de 27 anos, descobriu que era portador de hemofilia A quando tinha apenas cinco anos de idade. Desde os 13 anos faz o acompanhamento no Hemoce. “Sem dúvida alguma, hoje a gente tem uma qualidade de vida maior. Antes, quando era pequeno, lembro que minha mãe já vivia com a bolsa arrumada para ir ao hospital a qualquer hora, por qualquer motivo eu estava sangrando e precisa correr para o hospital”, fala.

O avanço no tratamento e mais informações sobre a hemofilia trouxeram mudanças na vida de Adeilson. “Hoje eu recebo o fator de coagulação e posso levar para aplicar em casa, tenho uma vida tranquila, pratico esporte, coisa que antes eu não podia, o tratamento me fez mudar de vida”, explica.

O Hemoce atende também casos emergenciais de pacientes com sangramentos inesperados, que são imediatamente atendidos e avaliados pelo médico, o qual prescreve a quantidade de fator necessária para estancar o sangue. Caso o sangramento aconteça fora do horário de atendimento do ambulatório, os pacientes podem entrar em contato com a Farmácia do Hemoce, que funciona 24 horas e conta com um médico plantonista para orientar aos pacientes.

Avanços

O Hemoce atende portadores de hemofilia desde 1983 e a partir de 2008, em parceria com o Ministério da Saúde, o fator de coagulação passou a distribuído para os pacientes levarem para casa. Atualmente, os hemofílicos fazem as consultas com os hematologistas regularmente no Hemoce, mas levam a medicação para fazer a autoinfusão em casa de acordo com a recomendação médica. O Hemoce conta com uma equipe multidisciplinar composta por médicos, farmacêuticos, bioquímicos, enfermeiros, fisioterapeutas, ortopedista, odontólogos, assistentes sociais e psicólogos para atender os pacientes com hemofilia.


Hemofilia

A hemofilia é uma doença genética causada pela ausência dos fatores VIII ou IX da coagulação, levando a um sangramento por mais tempo. Existem dois tipos de hemofilia tipo A ou B o que diferencia um do outro é o fator de coagulação que a pessoa deixa de produzir naturalmente.

A hemofilia é considerada rara e afeta geralmente homens. Os sintomas mais comuns são: sangramentos musculares e nas articulações e hematomas. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 12 mil de brasileiros são portadores de hemofilia.

No Ceará, o Hemoce é referência no atendimento de hemofílicos. Todo o acompanhamento é feito na unidade de Fortaleza e nos hemocentros do interior do Estado.


Saúde em Ação no domingo, dia 9

Neste domingo, 9 de abril, no Parque do Cocó, das 8 às 12 horas, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza e o Serviço Social do Comércio (SESC), realizará uma manhã de atividades de promoção da saúde para a população. A atividade é alusiva ao Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril. Haverá medição do Índice de Massa Corpórea (IMC), aula de dança, avaliação nutricional, atividades físicas, verificação de pressão arterial, blitz contra o Aedes aegypti e orientação sobre prevenção de quedas para idosos.

Os serviços à comunidade serão oferecidos junto com as atividades do Projeto Viva o Parque, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema). O evento contará com a participação dos secretários Henrique Javi (Saúde) e Artur Bruno (Meio Ambiente).



Assessoria de Imprensa do Hemoce
Natássya Cybelly
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
(85) 3101-2308

 

Calendário

Decembro 2020
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2