lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Assessoria de Comunicação Notícias Nívia, cearense transplantada, é destaque na campanha nacional de doação
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Nívia, cearense transplantada, é destaque na campanha nacional de doação
Seg, 01 de Outubro de 2012 07:59

alt

O Ceará, que se destaca no ranking nacional de transplantes, sendo o primeiro em fígado por milhão da população e o segundo em coração, contribui na sensibilização de todo o país para a doação de órgãos, com a participação da adolescente Nívia Castro Alves na nova campanha do Ministério da Saúde. Com 12 anos de idade e há 8 anos vivendo com um coração transplantado, Nívia está na capa do folder com um sorriso no rosto e o laço verde no peito, símbolo internacional que identifica quem apoia a causa. Ela recebeu homenagem no Ministério da Saúde, em Brasília, na última quinta-feira, 27, na solenidade de lançamento da campanha.

Em doações efetivas por milhão da população, o Ceará, com 20,8 ficou em segundo lugar no país, atrás apenas de Santa Catarina, com 26,6. A média nacional é bem menor: 12,9. Se você deseja ser um doador, avise sua família. Essa é a mensagem da nova campanha para estimular a doação voluntária de órgãos no País, com o slogan “Seja um doador de órgãos. Seja um doador de vidas.” O folder mostra o que é preciso para ser um doador. No Brasil, não é necessário deixar nada por escrito em nenhum documento. Basta conversar com a família sobre o desejo de ser doador. A doação de órgãos só ocorre após o consentimento da família. O folder informa também quais são os tipos de doador, quais órgãos e tecidos podem ser obtidos de um doador falecido e para quem vão os órgãos. Esclarece ainda sobre o diagnóstico da morte encefálica. O diagnóstico da morte encefálica é regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina. Dois médicos diferentes examinam o paciente, sempre com comprovação de um exame  complementar, que é interpretado por um terceiro médico. Não existe dúvida quanto ao diagnóstico”.


Recordes

Há 5 anos sucessivos o Ceará bate recordes de transplantes. Em 2007 foram realizados 654 contra 446 feitos em 2006. Em 2008, foram 742. Em 2009, mais uma superação, com 760 transplantes. Em 2010 o número aumentou para 872 e em 2011 chegou a 1.297. Este ano, até o último dia 26 de setembro, o total de transplantes está em 893. O secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos, que no Dia Nacional do Doador de Órgãos e Tecidos, último dia 27 inaugurou as novas instalações da central de Transplantes na Sesa, disse que “a nossa expectativa é de mais uma vez ultrapassar o número de transplantes dos anos anteriores. Em 1998, primeiro ano de implantação da Central de Transplantes do Estado, o Ceará fez 173 transplante.”     


alt



Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira/ Marcus Sá (   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213)
Twitter: @SaudeCeara

 

 

Calendário

Agosto 2020
D 2a 3a 4a 5a 6a S
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5