lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Assessoria de Comunicação Notícias Arruda Bastos faz balanço e agradece aos profissionais
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Arruda Bastos faz balanço e agradece aos profissionais
Sáb, 07 de Setembro de 2013 09:11

alt

Os secretários que têm pretensões de concorrer às eleições em 2014 foram desligados do governo do Estado. Entre os nove postulantes a cargos públicos, está o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos. Ele deixou a Sesa do mesmo jeito que fez durante toda a gestão desde 2 de janeiro de 2007, quando entrou na Secretaria no cargo de secretário executivo. Ou seja, sempre ouvindo e sendo transparente. Comunicou a novidade para as secretárias do gabinete logo que chegou à Sesa nesta sexta-feira, 6.

Logo em seguida, reuniu os coordenadores e assessores da Sesa. Deles, ouviu manifestações de apoio e também de destaque do trabalho dele nesses seis anos e oito meses. O secretário adjunto, Haroldo Pontes, destacou “a capacidade de trabalho e a facilidade de convivência do secretário Arruda Bastos com a diversidade”. Rosa Moraes, a secretária executiva da Sesa disse que “saber ouvir é a grande característica do Arruda”. Para o supervisor de urgência da Sesa, Alex Mont`Alverne, o poder de negociação e a presença constante são o que ele tem de mais forte".

alt

Manoel Fonsêca, coordenador de promoção e Proteção à Sesa desde 2007, redigiu quase a totalidade da carta, uma espécie de despedida e balanço, que Arruda Bastos leu nas reuniões com os gestores e profissionais da Secretaria durante todo o dia desta sexta-feira, 6.  A carta é uma síntese do muito que foi feito nesses últimos 7 anos na área da saúde do governo Cid Gomes. Nesse muito, estão inovação nas estratégias de gestão, como a criação dos consórcios públicos de saúde, que vem dando certo nas policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas. Dez policlínicas estão funcionando e 15 CEOs. Mesmo tendo sido o redator da carta de despedida, Manoel Fonsêca, que também tem o dom da palavra, falou com muita ênfase de lealdade, imprescindível na relação entre gestores que trabalham e sonham por uma saúde melhor para a população.

alt

No início da tarde, Arruda Bastos reuniu os profissionais de apoio do gabinete. A eles,  agradecimentos pela contribuição no corre corre do dia a dia na tentativa de atender as demandas crescentes da saúde da população do Ceará. Francisco José Mendes, com 31 anos de trabalho somente no gabinete da secretaria, disse que nunca viu um secretário tão simples e que chama e conhece todos os funcionários do apoio pelos nomes.

Veja a carta do secretário aos trabalhadores e trabalhadoras da Sesa

alt

"Não chores, meu filho; Não chores, que a vida É luta renhida: Viver é lutar.A vida é combate, Que os fracos abate, Que os fortes, os bravos Só pode exaltar" (Gonçalves Dias)

Venci uma nova etapa na minha vida, vencemos juntos, os que fazem a SESA. Enfrentamos grandes desafios, alguns deles com destaque: construir e consolidar o funcionamento da maior e mais moderna rede de assistência especializada à saúde do País, com três hospitais regionais – dois já inaugurados em funcionamento – o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, e o Hospital Regional Norte, em Sobral, e o Hospital e Maternidade do Sertão Central, em construção em Quixeramobim. São 22 policlínicas regionais, com 10 já em funcionamento. São 19 CEOs, com 15 abertos e atendendo a população. As UPAs 24 horas estão fazendo a diferença para quem precisa de atendimento de urgência e emergência. Cinco funcionam na capital e duas na Região Metropolitana e há 10 com as instalações prontas sendo equipadas para inaugurações. Na Atenção Básica, em apoio aos municípios, foram construídas 150 Unidades Básicas de Saúde.

Todo esse legado é incomensurável pelos benefícios presentes e futuros que advirão para o SUS e, em especial, para nosso povo. Com esta rede criamos condições de acesso aos serviços de saúde. Criamos condições materiais para o maior movimento de interiorização da atenção secundária e terciária, levando ao povo do sertão tecnologia de ponta e especialistas na área da saúde. Nas policlínicas, por exemplo, a população tem acesso a tomografia computadorizada. Nos hospitais HRC e HRN a população passou a fazer na própria região o exame de ressonância magnética. Antes, só era possível realizar esse exame, na rede pública, no HGF, em Fortaleza.

Articulamos a organização de consórcios públicos de saúde e promovemos a solidariedade regional e o protagonismo republicano dos senhores prefeitos, líderes destes consórcios, que decidirão como aplicar os recursos públicos da saúde em cada região e as responsabilidades polos três entes da Federação. Apoiamos, com vigor, o movimento nacional Saúde +10, que propõe 10% da receita bruta do país para a saúde e recolhemos, junto com várias entidades, 100 mil assinaturas no Ceará. Fortalecemos as grandes iniciativas de nossos profissionais de saúde dos hospitais estaduais nos transplantes de órgãos, batendo recordes sucessivos; o banco de cordão umbilical, criando condições e base de futuras iniciativas de pesquisas aplicadas com células-tronco. Abrigamos o movimento em defesa da saúde dos nordestinos neste inditoso período de seca, elaborando a Carta do Nordeste à Presidência da República e assumimos a vice-presidência do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, num reconhecimento do papel do Estado do Ceará no cenário nacional da saúde. Finalmente, através da Escola de Saúde Pública, criamos espaço e condições de capacitação e acolhimento de médicos estrangeiros que vieram ao país, a convite do governo brasileiro, para cuidar de nosso povo, sem jamais abrir mão da defesa de mais recursos estruturais para a saúde.

Saio tranquilo da SESA, pois sei que combati o bom combate, terminei minha tarefa nesta etapa da vida e guardei a fé – fé em nosso povo, em nossos profissionais de saúde e em uma sociedade justa, fraterna e democrática.

Nesse bom combate, fizemos muita gestão de pessoas, dialogando com os conselhos de saúde, os gestores municipais, os coordenadores e assessores da Secretaria e o pessoal de apoio do gabinete. Com os diretores dos hospitais e unidades o contato foi frequente no enfrentamento do desafio de ampliar e qualificar a saúde pública. No dia a dia da Sesa, tentei ser um ouvidor de todo mundo, principalmente do pessoal da casa. Dizem que saber ouvir é uma das minhas principais características.
Ao governador Cid Gomes, a minha gratidão pela confiança.
Até breve, porque estarei sempre nos caminhos e embates por uma saúde pública cada vez melhor.






Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara



 

Calendário

Decembro 2020
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2